Itália: O novo Eldorado para aposentados de todo o mundo?

By Junho 18, 2019

Qual é o melhor lugar para se aposentar no exterior? Itália, claro! Ou melhor ainda, o sul de Itália. Especialmente agora, que o país introduziu condições fiscais muito favoráveis ​​para encorajar os aposentados italianos e não-italianos a se mudarem para a península, como Portugal o fez em 2009.

Como parte do Orçamento Anual de 2019, o governo italiano acaba de aprovar uma nova lei que limita a tributação sobre pensões e outros rendimentos estrangeiros em 7%. O regime deverá manter-se válido durante cinco anos. Após esse período, os rendimentos serão tributados de acordo com o princípio da progressividade tributária.

Como aproveitar este regime? Eis os requisitos:
1. Deverá ter uma pensão ou rendimentos com origem no estrangeiro
2. Deverá estabelecer residência numa localidade no sul de Itália com 20.000 ou menos habitantes.
3. Não esteve inscrito como residente fiscal italiano nos últimos 5 anos anteriores à mudança para Itália.

Oito regiões do sul são elegíveis: Sicília, Calábria, Campânia, Sardenha, Puglia, Molise, Basilicata e Abruzzo.

Vantagens de se mudar para o sul de Itália

Se já visitou o sul de Itália, vai se apaixonar pelas suas paisagens de tirar o fôlego e pela simpatia das pessoas.

A área é rica em cidades e aldeias históricas e oferece muitas áreas de beleza natural e sítios arqueológicos.

Especialmente fora das grandes cidades, encontrará o verdadeiro estilo de vida italiano que valoriza os prazeres simples da vida: um longo café com um amigo ou aquela sensação de areia entre os dedos enquanto caminha pela praia.

Além disso, esta área possui um clima ameno durante todo o ano. Assim, mesmo no inverno, nunca está frio demais para fazer um passeio noturno pela cidade.
A vida não é apenas mais simples como também mais acessível! Os preços dos imóveis são muito mais baixos do que no norte e no centro de Itália. Há uma boa possibilidade de encontrar a casa dos seus sonhos a um preço surpreendentemente acessível!